>

SOBRE A ENTRAJUDA

entrajuda.jpg

Missão

Fortalecer o setor não lucrativo, nomeadamente as instituições de solidariedade social, possibilitando o acesso aos meios e recursos necessários que lhes permita exercer uma ação determinante na inclusão social e no combate à pobreza. 

Mobilizar pessoas de boa vontade para uma intervenção cívica estruturada no combate à pobreza.

Visão

Um mundo em que todos os Homens tenham garantidos todos os direitos básicos e impere a noção de partilha e compromisso cívico.

Valores

Dádiva, Partilha, Voluntariado, Sustentabilidade.

Objetivos

Permitir às instituições melhorarem os serviços prestados aos beneficiários, dotando-as de um conjunto de instrumentos e recursos de gestão e de organização capazes de potenciar não só a eficiência dos seus meios como a eficácia dos seus resultados.

Mobilizar e facilitar o envolvimento de pessoas e empresas que pretendam associar-se com a sua boa vontade, colocando à disposição das instituições de solidariedade social o seu trabalho, o seu conhecimento, a sua experiência, os produtos e serviços que produzem ou fornecem.

 

A ENTRAJUDA propõe-se assim contribuir para melhorar o desempenho das instituições interessadas, aumentando a eficiência dos seus recursos e permitindo um maior apoio às pessoas que assistem.

Estratégia

A estratégia da ENTRAJUDA assenta no desenvolvimento de uma ESCADA DE SOLIDARIEDADE em 6 passos:

Diagnosticar Problemas e Necessidades

  • Conhecer pessoal e diretamente as instituições, as pessoas que as integram e os utentes que delas beneficiam;
  • Auscultar e recolher as suas opiniões, perspectivas e expectativas;
  • Recensear problemas, obstáculos, e dificuldades de atuação e de execução da sua missão e serviço;
  • Identificar carências de meios humanos, financeiros, técnicos, logísticos e de equipamentos.

Encontrar Soluções

  • Desenhar soluções através da criação, estruturação e formatação de produtos e serviços que vão ao encontro das necessidades diagnosticadas.

Mobilizar Parceiros

  • Pesquisar, selecionar, convidar, homologar e mobilizar parceiros que participem no processo de criação dos produtos e serviços necessários às soluções preconizadas.

Mobilizar Voluntários

  • Criar, desenvolver e dinamizar um espírito de entreajuda e uma cultura de voluntariado na sociedade civil;
  • Orientar, enquadrar, organizar e coordenar vontades, disponibilidades e competências em prol das instituições de solidariedade social apoiadas e dos respetivos beneficiários da sua ação.

Implementar Soluções

  • Coordenar e acompanhar o fornecimento dos produtos e a prestação dos serviços por parte dos parceiros junto das instituições, servindo de interface entre ambos.

Avaliar Impactos e Desempenhos

  • Avaliar o fornecimento dos produtos e a prestação dos serviços por parte dos parceiros junto das instituições de solidariedade social;
  • Avaliar com a instituição o bom uso por sua parte dos produtos fornecidos ou dos serviços prestados pelos parceiros;
  • Analisar os impactos desses fornecimentos/ prestações na melhoria e progresso da missão e serviços finais das instituições de solidariedade social junto dos seus utentes;
  • Avaliar os desempenhos e medir os níveis de satisfação de todos os operadores da cadeia de solidariedade social, com particular atenção para os beneficiários finais.
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, actualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.