NOTÍCIAS
Estudo 2017 - Utentes de Instituições de Solidariedade - Uma abordagem à Pobreza nesta população.
30-11-2017

 

O estudo foi conduzido pelo CESOP da Univ. Católica em parceria com o Banco Alimentar e a ENTRAJUDA e constitui a quarta edição de um projeto que teve início em 2010, e que tem sido repetido de 2 em 2 anos a uma amostra de Instituições pré-definida pelo CESOP, permitindo assim, de alguma forma, acompanhar a evolução de famílias que assistem. 

O relatório apresenta os resultados de 1466 inquéritos a famílias recolhidos em finais de 2016.

 

Consulte o estudo aqui

  

maioria das familias apoiadas por instituições de solidariedade social :

  • Depara- situações de doença e / ou desemprego
  • Tem 2 a 4 pessoas, entre as quais crianças e jovens
  •  A pessoa mais contribui para o rendimento da família tem baixa  escolaridade.
  • Vive com menos de 500 € líquidos por mês

 

Estudo IPSS 2017 - logos

 

Alguns indicadores :

  • 63% das famílias apoiadas por instituições de solidariedade social tem 2 a 4 pessoas, 48% tem crianças e jovens a cargo, e em 49% das famílias a pessoas que mais contribui financeiramente para o agregado familiar, não tem mais que o 1º ciclo.
  • 67% das famílias dispõe de rendimentos mensais líquidos inferiores a 500€.
    • 55 % das famílias referem que o seu rendimento nunca é suficiente para viver.
    • 31% das famílias nunca tem dinheiro para comprar alimentos até ao final do mês.
  • Em 44% das famílias existe alguém com deficiência ou doença e em 47% pelo menos um desempregado.
  • 36% das crianças e jovens a frequentar a escola já reprovaram pelo menos uma vez durante o seu percurso escolar, valor significativamente superior à média nacional  de 13%.
  • Embora em questões mais objectivas como é o caso do rendimento, das carências alimentares, se verifique a manutenção da situação das famílias , ou até um ligeiro agravamento face às edições anteriores do estudo, em dimensões mais subjetivas, (designadamente no sentimento de pobreza subjetivo) parece ter havido uma evolução positiva nas condições de vida dos utentes.

 

 

Desenvolvido por PrimeIT